domingo, 15 de fevereiro de 2009

Chuva de energia

domingo, 15 de fevereiro de 2009


O poema da vez é de autoria do meu amigo Alessandro, e eu, mesmo sem a autorização dele, atrevo-me a contar um segredinho... Na verdade, ele foi registrado como “Alesandro” por mero erro de cartório. E eu acho... Não, não... Na verdade eu tenho certeza de que tem um dedinho de Deus nesta história. Possivelmente o carinha lá encima tava querendo mostrar, desde o início, que Alessandro nasceu para fazer a diferença! É isso aí, menino. Nós temos que evoluir, pois tudo é energia... Abraços.





Chuva de Energia


Alesandro Schustz


Então alguma coisa aconteceu. Eu me soltei perdido no esquecimento. Escuro, silencioso e completo, encontrei liberdade. Perder todas as esperanças era a liberdade.


Chuva de energia.............................


Agora vamos abrir a porta verde, a porta para a energia do coração, a energia em conjunto, a energia completa.. Agora vamos entrar bem profundamente dentro do coração, atravessar e olhar lá dentro e ver uma bola branca que brilha. Ela se move sobre seu corpo, libertando-o.


Chuva de energia.............................


Toda noite eu morria e toda noite nascia de novo, ressuscitado. Você acorda em Paris, New York, Belo Horizonte, você acorda em Buenos Aires, Pequim, passando por vários fusos horários; você ganha uma hora, você perde uma hora. Se você acorda numa hora diferente, num lugar diferente, poderia acordar uma pessoa diferente.


Chuva de energia.............................


Nós temos que evoluir. Deixe as coisas como são, mas este sou eu e posso estar errado. De repente tudo é uma tragédia horrível... Mas não é; são só coisas e não é uma tragédia horrível.


Chuva de energia.............................


É quando o gato arrogante é o cão corajoso com vozes de gente famosa se encontram pela primeira vez na cena três. Paro é penso, mas não demoro muito é vou até um brechó, compro um vestido por um real que valeu cada centavo, pois é um vestido de dama de honra. Alguém amou demais este vestido, mas só por um dia e depois jogou fora, como uma arvore de natal tão especial é pah! Está na calçada ainda com os enfeites.


Chuva de energia.............................


Eu corri, corri até meus músculos queimarem, minhas veias bombearem ácido de bateria, depois eu corri mais, pois tudo é energia.



2 comentários:

Anônimo

esee não pode ser um poema de autoria de seu amigo, são trechos do filme clube da luta

Anônimo

Tyler Durden

bonito devia assitir clube da luta, tem esses e outros mais.

Postar um comentário

Olá! Vai comentar esta minha postagem? É muito simples, bastando seguir os seguintes passos:

i) escreva a mensagem;
ii) escolha o perfil com o qual deseja postar o comentário. Por exemplo: você pode escolher

a) “Conta do Google” caso utilize o Gmail. Nesse caso será solicitada sua ID e senha;
b) “WordPress” caso tenha conta no WordPress;
c) “Nome/URL”, sendo-lhe solicitado o seu nome e endereço do seu site/blog;
d) “Anônimo”;

iii) em seguida é só clicar em “Postar comentário” e pronto!

Obrigado pela visita.
Forte abraço.

Alex

 
(Marm)anjo caído... ◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates ► Distribuído por Templates