domingo, 26 de junho de 2011

Simplesmente Rosi...

domingo, 26 de junho de 2011

.

Há, ainda, entre os notáveis estudiosos de literatura, a necessidade de perscrutar a poesia de modo a atribuir-lhe uma definição paupável ou o mais próximo disso. Eu, porém, digo que a poesia nada mais é do que um surto, uma necessidade urgente. É meio como quando no momento da dor a gente chora, no momento da alegria a gente ri e no momento da raiva a gente xinga. Assim é a poesia: em um momento indefinível – como um incrível segundo de lucidez no qual se cruzam dor, raiva e alegria –a poesia surge, como uma defesa, como uma lágrima, como um incontido gesto de amor... E foi assim que a minha amiga Rosiane –a Rosi –escreveu os versos que se seguem...

.


Imagem retirada do Orkut de Rosiane Santana.

.

Não tenho o dom de viver pela metade.

Não tenho paciência quanto a minha ansiedade.

Não quero esperar por alguém que nunca virá.

Nem esperar pelas respostas que nunca chegarão.

Não quero deixar pra viver amanha.

Não quero um gostar mais ou menos.

Sou egoísta demais pra dividir as pessoas.

Educada demais para invadi-las.

Quero apenas ser feliz, do jeito que me é suportável.


Rosiane Santana

.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá! Vai comentar esta minha postagem? É muito simples, bastando seguir os seguintes passos:

i) escreva a mensagem;
ii) escolha o perfil com o qual deseja postar o comentário. Por exemplo: você pode escolher

a) “Conta do Google” caso utilize o Gmail. Nesse caso será solicitada sua ID e senha;
b) “WordPress” caso tenha conta no WordPress;
c) “Nome/URL”, sendo-lhe solicitado o seu nome e endereço do seu site/blog;
d) “Anônimo”;

iii) em seguida é só clicar em “Postar comentário” e pronto!

Obrigado pela visita.
Forte abraço.

Alex

 
(Marm)anjo caído... ◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates ► Distribuído por Templates